Núcleo Feminista de Dramaturgia, com Maria Giulia Pinheiro

PROPOSTA:


A Oficina de Dramaturgia Feminista pesquisa artistas de diversas áreas (áudio-visual, música, performance, arte visual, arte cênica) como referência e inspiração para escrever textos dramatúrgicos autorais. Em cada encontro, conheceremos a obra de uma artista de diversas vertentes e estéticas feministas atuais e/ou que compõem as tradições de mulheres pelo mundo e experimentaremos exercícios criativos para produção de textos para teatro, a partir das discussões feitas.  

Cronograma primeiro mês:

Dia 1: Artemisia Gentileschi e o ponto de vista feminino

Dia 2: Ana Mendieta e a decolonização estética

Dia 3: Audre Lorde e o erótico

Dia 4: Chimamanda Ngozi Adichie e os perigos da história única + Finalização: Nós, a Beleza e o Terror

 

Objetivo: Construir textos curtos utilizando para isso exercícios criativos baseados nas premissas estéticas de artistas mulheres.

Público-alvo: Mulheres e homens interessadas e interessados em dramaturgia na epistemologia feminista.

 

Duração: 4 encontros de 3 horas cada. 12h.

Coordenação:Maria Giulia Pinheiro

Sobre Maria Giulia: 

Autora de "Da Poeta ao Inevitável", pela Editora Patuá (2013), "Alteridade", pelo Selo do Burro (2016) e "Avessamento", pela Editora Urutau (2017), além de dramaturga dos espetáculos "Mais um Hamlet", "Alteridade" e "Bruta Flor do Querer", em que também assina a direção. Pesquisa a tradição de mulheres na arte, a importância de um Imaginário feminista, além de estruturas de comunidades livres desde 2012, quando lançou o manifesto "Por um Imaginário". Foi Analista de Pesquisa do documento "Precisamos falar com os homens? Uma jornada pela Igualdade de Gênero", realizada pela ONU Mulheres e o portal PapodeHomem, com viabilização do Grupo Boticário. Coordena o Núcleo Feminista de Dramaturgia no Pequeno Ato desde 2016, onde ministrou aulas de dramaturgia por 3 anos. Trabalhou como assistente de roteiro na Miração Filmes durante os anos de 2012 a 2015 em projetos para o Canal Brasil e SESCTV. Estudou dramaturgia e direção na Escola Livre de Santo André, formou-se jornalista pela Fundação Cásper Líbero e atriz pelo Teatro Escola Célia Helena, especializou-se em Roteiro para TV na Academia Internacional de Cinema e em Treinamento Pessoal pela ICC – International Coaching Community e é pós-graduada no curso “Arte na Educação: teoria e prática” – ECA/USP.  Mais em: www.mariagiuliapinheiro.com

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (SIMPLES) DA OFICINA:

DURAND, Gilbert. A imaginação simbólica. São Paulo: Cultrix/EDUSP, 1988.
_______. As estruturas antropológicas do imaginário. (Trad. de Hélder Godinho). Lisboa: Presença, 

KEHL, Maria Rita. Cinema e Imaginário.Em: XAVIER, Ismael. (org) O Cinema no século. Rio de Janeiro: Imago. 1996.

WOLF, Christa. Cassandra. Tradução de Marijane Vieira Lisboa. São Paulo: Estação Liberdade, 1990.

WOOLF, Virgínia. Um teto todo seu. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.

Durante as aulas:        

LORDE, Audre.“Os usos do erótico: o erótico como poder”, Tradução de Tatiana Nascimento.

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. "O perigo da história única", vídeo online.

Obras de Ana Mendieta e Artemisia Gentileschi.

+ VALOR

(Tendo em vista a crise provocada pela situação pandêmica, os preços foram bastante reduzidos)

 

Curso completo

R$ 100 (cem reais)

Ou

 € 20 (vinte euros)

 

Custo das aulas separadas: 

R$ 25 (vinte e cinco reais)

Ou

€ 5 (cinco euros)

 

 

Para confirmar a sua participação, dúvidas e informações envie e-mail para: paramariagiuliapinheiro@gmail.com

© 2023 by Michelle Ryder. Proudly created with Wix.com